O GATO DA UBER. MIAU!!!!!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

Sempre soube da lenda do motorista gato da Uber. Eu mesmo nunca havia tido essa”sorte”. Mas hoje aconteceu. Na verdade não foi com um motorista da Uber. Foi com um da 99, mas a gente fala Uber pra ficar mais glamouroso.

 

Senti tesão pelo motorista assim que vi a foto dele no meu celular. Gostei da pele morena, gostei do ar juvenil, mas me encantei mesmo pelo sorriso. Normalmente os motoristas usam fotos que parecem tiradas no corredor da morte, mas ele era diferente. Depois do tesão inicial tive dois minutos para definir uma estratégia. Dentre as três possibilidades eu poderia: a) fazer a bicha desesperada por rola e “cair matando”; b) fazer a bicha desesperada porém fina e tentar descolar a Whats do gato; c) fazer a bicha metida que não quer papo. Optei pela terceira. Além de meio bêbado, eu estava tremendamente frustado por causa da noite improdutiva. Odeio sair pra trepar e voltar sem os fluidos corporais de outras pessoas.

 

O macho parou e senti medo. O carro branco com vidros totalmente escuros gelou a minha espinha. Quando baixou o vidro, pro meu alívio, era o próprio motorista, tão gostosinho como na foto, mais educado do que a própria foto sugeria. Fiquei excitado apesar do estômago embrulhado. Ele não “puxou conversa” e eu agradeci. Não saberia me controlar, principalmente quando vi as mãos de macho que seguravam o câmbio com tanta delicadeza.

 

Aquele cara, com certeza, tinha uns dois filhos e uma mulher lactante e inchada esperando por ele em casa. Era óbvio que – diante dos perigos da madrugada paulistana – o gato estava ali unicamente pelo suado dinheirinho. Como não curto ser a bicha que implora por de sêmen fiquei no meu canto e ele no dele.

 

Dei R$5,00 de gorjeta e desejei “bom trabalho”.

 

Cheguei em casa e bati uma punheta na intenção dele. Fingi que eu era a esposa lactante sendo fodida em silêncio para não acordar as crianças.

Depois dormir em paz.

 

One thought on “O GATO DA UBER. MIAU!!!!!

  1. curti bem o seu relato Pietro, espero que eu consiga poder me controlar no futuro quando a tentação for maior, quem vive no armário tipo eu não pode dar pinta, não pode dar bandeira se tiver a fim do boy
    a vida podia ser menos difícil pra nós gays né não Pietro
    puxa vida já foi uma fase mega uó minha fase mais deprê de quando eu ainda num me aceitava e vivia me perguntando justo eu tinha que ser gay??
    deve ser bom ser um gay livre independente que não precisa viver no armário com medo da família tipo eu
    espero que eu consiga no futuro ter o meu dia de libertação também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *