NO FIM EU NEM VI QUEM ME FODEU

    "Meu corpo já estava cansado, exaurido pelo calor e pelas trepadas. Mas, ele tocou a minha bunda de uma forma especial. Encostei o traseiro e senti a fartura de pelos pubianos. Meu pau endureceu. Enquanto ele apertava meus mamilos, passei a mão pelos cabelos macios e pela barba intacta. A embalagem da camisinha; aquele barulhinho, foi a deixa para que eu me posicionasse de quatro e esperasse. Não senti nenhum incômodo porque três outros caras já tinham aberto o caminho. Porém, Continue lendo, caralho [...]

MARICONIZAÇÃO, O PROCESSO

  Estou revoltado! Estou completamente revoltado escrevendo esse post. Revoltado porque eu não deveria estar aqui. Eu não deveria estar em casa, em trajes sumários, decidindo entre reprise de novela e a centésima exibição do filme As Branquelas. Eu não deveria ficar em casa porque já estava com tudo programado; sou um viado programado. As roupas estavam escolhidas, o corpinho depilado, barba, cabelo e bigode. Até a chuca eu fiz, para o caso de alguma eventualidade. Mas estou aqui, Continue lendo, caralho [...]

UM CU NA MINHA LÍNGUA, POR FAVOR!

    Ando tranquilo desde que adotei a abstinência sexual. Tive um leve deslize, mas considerei como parte do processo. Ninguém larga um vício da noite para o dia. Por isso, não me culpo pelas brincadeirinhas no Clube dos Pauzudos, semanas atrás.   A minha vontade por sexo continua a mesma. Me masturbo pelo menos três vezes ao dia e nem o cansaço da vida corrida impede os meus orgasmos solitários. Bater punheta é algo tão básico como beber água todos os dias, Continue lendo, caralho [...]

JANELAS

  São centenas delas aos meus olhos. Janelas de todos os tipos e para todos bolsos. Gosto de apreciá-las quando tomo um cafezinho, entre um trabalho e outro. Como são democráticas, expõem a verdade para quaisquer pares de olhos. É um prazer para um vouyer como eu.   Enquanto degusto o líquido negro e quente, observo como um predador. Sempre vejo a velhinha com olhar melancólico fumando dois ou três cigarros em seguida. A gorda come algo macio, talvez um pão doce. Come Continue lendo, caralho [...]

BAREBACK + LEITE + LAMENTO

    Nunca bebi leite pelo cu. Acredite se quiser. Nunca confiei em nenhum cara (nenhum mesmo!) que me fizesse experimentar a sua "lactose" pelo meu bumbum. Acho que, em um relacionamento sadio, você deve ficar 24 horas por dia conferindo a rola do seu macho. E homens são infiéis. Homens gays, talvez até mais.  Portanto, entre o leitinho na portinha e a minha tranquilidade, sempre fiquei com a segunda. E até hoje não me arrependi.    Mas, esse vídeo me deixou Continue lendo, caralho [...]

FAXINEIRO

    Fui bancar o ciclista saudável e me fodi. Caí na ilusão de que a Avenida Paulista, fechada aos domingos, era um paraíso para os amantes do esporte. Me enganei e me irritei.    Decidi sair daquela bagunça pedalando o mais rápido possível. Tão rápido que nem me dei conta do quão longe me afastei. Quando prestei atenção, li a placa e senti um frio na barriga: rua Correia Dias.    Perdi a conta de quantas vezes passei por ali, ansioso e excitado, Continue lendo, caralho [...]

ENSAIANDO A MONOGAMIA

  Fico brincando com a porra, circulando levemente nos meus mamilos. Estou pensativo, observando um homem que me quer, mas que pouco se parece comigo. Me limpo com toalha; previamente deixada ao lado da cama; me levanto e me visto. Não encontro a cueca, mas decido deixá-la de recordação.   Novamente, ele quer discutir uma relação que não existe. O pau mole me excita, quase abaixo pra mamar, mas resisto. Deixo claro que essa é a última vez que fodemos, porque essa coisa Continue lendo, caralho [...]

FELIZ ANO NOVO (UÓ)

Sabe quando você convida alguém para uma festa ou uma viagem, mas faz apenas por educação? Pois é, o pior é quando essa pessoa aceita o convite, sem entender que aquilo foi gentileza, um alívio de culpa. Para agravar a situação o convidado indigesto é ninguém menos que a sua mãe. O que fazer em uma hora dessas?                     Havia aproveitado a passagem do ano para descansar. Além dos problemas Continue lendo, caralho [...]

PUM

Sim, não se espante. Esse post é sobre isso mesmo: pum, peido, gases, flatulência, etc, etc, etc... Se já é constrangedor na vida, imagine entre quatro paredes. Um terceiro elemento indesejável, silencioso e, talvez mortal.   Mas, um punzinho não significa o fim de uma transa. Principalmente se tudo estiver ocorrendo bem, até então. O melhor é fazer "a distraída". Se não for possível, ria da situação, enquanto risca um fósforo ou abandona o local.   Comigo Continue lendo, caralho [...]