PUM

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Sim, não se espante. Esse post é sobre isso mesmo: pum, peido, gases, flatulência, etc, etc, etc…

Se já é constrangedor na vida, imagine entre quatro paredes. Um terceiro elemento indesejável, silencioso e, talvez mortal.

 

Mas, um punzinho não significa o fim de uma transa. Principalmente se tudo estiver ocorrendo bem, até então.

O melhor é fazer “a distraída”. Se não for possível, ria da situação, enquanto risca um fósforo ou abandona o local.

 

Comigo aconteceu apenas uma vez. Estava trepando com um gaúchinho bem gostoso. Ele tinha 19, e eu uns 22 anos. Fodemos, gozamos e no final pedi uma chuva dourada para fechar a noite com chave de ouro.

Na tentativa de mijar com o pau ainda duro, o gatinho se esforçou demais e…

 

Mesmo estando em um quarto pequeno e sem janelas, levei a situação numa boa. Rolou até um 2° round depois do fato.

 

O que se deve levar em conta é a intenção. É muito melhor um peidinho discreto do que um “cheque” embaraçoso. 

Um acidente é aceitável, mas falta de higiene é brochante. 

 

Não perdoo bicha cagona. Acendo um cigarro, pego minhas roupas e adeus. Ela fica ali com a cara de m* e eu me mantenho limpo.

Não aceito ser privada alheia. Não aceite também!

Pietro Damasceno

One Comment

  1. Bicha, bosta é o uó mesmo…deus é mais…brochante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *