PHEONIX FELLINGTON E A OBJETIFICAÇÃO DO HOMEM NEGRO

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

 A idéia inicial deste post era constatar que o corpo do porn star Pheonix Fellington é o que mais me atraí no momento. Observando as fotos para incluir no artigo me deparei com o conceito pouco discutido, sobretudo no meio gay: a objetificação do homem negro. 

 

Desde de que o mundo é mundo o homem negro é hipersexualizado, tratado como uma máquina de foder, de matar desejos, de poucos sentimentos e talvez poucas vontades. Se ao homem em geral já cabe o papel de amante incansável, a expectativa é dobrada quando pensamos macho africano, transformado em fetiche para ser apreciado nos cantos, nas vielas ou no comércio do sexo; idealizamos o pau preto destruindo as nossas entranhas, não admitimos qualquer traço de feminilidade, qualquer ternura. Usamos para a foda e não para o amor.

 

Voltei às fotos do Pheonix e mergulhei nos meus desejos obscuros. Percebi que sempre fantasiei o porn star me fodendo à força, como se eu fosse uma cadelinha branca e indefesa. Nas minhas fantasias a pele dele está sempre molhada com a água da chuva, como se estivesse em algum trabalho braçal e fosse surpreendido por uma tempestade. Indo mais afundo lembrei que sempre me excitou imaginá-lo como um imigrante clandestino, transando com vários para juntar dinheiro e trazer a família para o Brasil. Os músculos definidos sob a pele de ébano, o rabo redondo e empinado e o pau grosso sendo meus e dos pervertidos que eu escolhesse.  

Perceberam quão cruel podem ser as nossas fantasias?? 

Por que nunca o imaginei como um jovem executivo faminto pelo cu do seu estagiário (eu)?

Por que nunca o imaginei como um médico, um estudante ou um professor, que apenas me achou interessante e quis transar comigo? Bom, eu sei a reposta mas ficarei escrevendo aqui até amanhã. 

A minha intenção é causar questionamentos internos, porém sem vitimização. 

Insistir no erro é pior do que reconhecê-lo.

 

E vejam o macho porque ele é gostoso demais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ou assista aqui.

6 thoughts on “PHEONIX FELLINGTON E A OBJETIFICAÇÃO DO HOMEM NEGRO

  1. “…sempre me excitou imaginá-lo como um imigrante clandestino, transando com vários para juntar dinheiro e trazer a família para o Brasil”. Que viagem hahaha deixou as novelas mexicanas no chinelo agora rs. O Pheonix é um achado, ótimo no que faz. Um rosto lindo, um corpo lindo, sexy, bem dotado. E faz mais cenas como passivo, outro fator que quebra a figura super ativona que todo homem negro tem. Ele é um passivo competente. Enfrentar o Rocco Steele não é pra qualquer um. A cena pareceu bem difícil de fazer, mas ele não arregou. Aguentou firme até o fim. Merece o Oscar da indústria pornô. A cena com o Wesley Wood foi uma aula de química inter-racial. Putz, nunca gostei do Wesley mas o sexo deles foi lindo de ver.

  2. Há um fundo de verdade no que vc diz, mas ao idealizar a imagem de um negro macho trabalhador braçal vc não necessariamente está sendo racista. Eu também tenho fantasias deste tipo, talvez todos tenham, mas no meu caso pelo menos eu tenho estas fantasias inclusive com brancos: adoro imaginar pedreiros, mecânicos, pilotos, jogadores de futebol, qualquer coisa que seja um macho suado, forte, e de preferência pobre. Isso me dá muito tesão, e tem mais a ver com a ideia de masculinidade que eles passam do que uma cor específica de pele. Não tenho nenhum tipo de fetiche com médicos, estudantes, engravatados nem nada que seja muito arrumadinho. Amo negros, brancos, ruivos e orientais com jeito de macho, pode até ser meio suado ou esculhambado. O desejo sexual é complexo, e se mistura com diversas outras coisas. Mas é uma xoisa do bem, que não faz mal a ninguém!!! 🙂

  3. Eu sou a exceçao entao, pq me atrai mto os orientais. Cada um tem sua beleza e ela nao é universal ao meu ver!!

  4. Aconteceu a mesma coisa com o filme do Pantera Negra, o ator que faz o vilão do filme é um gato, gostoso, alto e ainda tem um senhor sorriso. E as pessoas em vez de elogiar a bela atuação(que no caso foi ótima), elogiaram mais a beleza, desejando aquele macho, como se fosse um brinquedo sexual. O nome do ator é Michael B. Jordan

  5. isso são bobagens, mas a maioria gosta e o homem asiatico que é menospresado e hipossexualizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *