PHEONIX FELLINGTON FOI À PRAIA ASSIM. E OUTRAS HISTÓRIAS…

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

 

Não tenho maturidade sexual pra frequentar praias de nudismo. É uma grande frustração na minha vida devassa, mesmo sabendo que o nudismo e o sexo não têm uma relação direta. 

 

Mas como vou me comportar bem caso o sacana Pheonix surja assim, bem na minha frente? Afinal, ereções em alguns casos são involuntárias, não?

 

Na verdade já aconteceu algo semelhante na minha vida, há muito tempo. Quando eu tinha 13 anos fui à uma praia “deserta” no Maranhão. Enquanto a minha família se embebedava no único boteco da região, eu bancava o fotógrafo amador em meio à paisagem selvagem. Lembro que eu fingia estar no filme “A Lagoa Azul”, esperando o meu boy vir do mar com o peixe pro jantar. Bem louca, eu sei.

 

De repente um “nativo” surgiu do nada e se jogou no mar, nu em pelo, tudo solto, tudo balançando. Eu já era um viadinho, sedento por sexo e picas. Simplesmente entrei em transe com aquele macho de corpo definido pelo trabalho braçal, mergulhando e emergindo das águas com um cacete deliciosamente molhado que parecia me convidar para uma festinha salgada. Só voltei do transe quando pisei em um buraco e fui parar dentro d’água, com a máquina fotográfica e o resto da minha dignidade juvenil.

 

Quem me ajudou? O peladão da praia!!! Me senti a própria Ariel quando perdeu o rabo, indefesa, tossindo por ter engolido 2 litros de água salgada. Se eu aproveitei pra me esfregar nele? Óbvio! Afinal me afoguei por causa dele e ainda estreguei uma máquina fotográfica que na época era super moderna (depois induzi meu tio bêbado a entrar com ela na água e a história se repetiu. Saí ileso).

 

Anos mais tarde descobri que o tal pelado se chamava Ribamar e era um costume dele “andar pelado na vila, principalmente na frente de crianças”. Ele foi “convidado” a se retirar da região após uma “conversa” com alguns moradores mais “conservadores”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

One thought on “PHEONIX FELLINGTON FOI À PRAIA ASSIM. E OUTRAS HISTÓRIAS…

  1. Visitar uma praia de nudismo é um dos meus sonhos. Mas acho que ainda não tenho maturidade total para isto. Sei que as colônias nudistas levam esse estilo de vida muito à serio. Tem muitas crianças, idosos, mulheres mais velhas que fazem parte dessas colônias. Eles acham totalmente desrespeitoso quando alguém “de fora” chega no habitat deles pra fazer putaria e eu concordo. Mas o que tem de vídeo de rala e rola em praias, principalmente de nudismo….eu tenho medo de encontrar um Pheonix da vida numa praia dando mole pra mim e não resistir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *