PARTE 2 – JESÚS DE LUCCA / E OUTRAS HISTÓRIAS

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

 

 

Lembrei de uma: anos atrás, a minha mãe me convenceu que passar um final de semana em um “sítio”, com 12 “pessoas” estranhas, seria um programa legal. Não foi. Talvez até fosse, caso eu gostasse de buceta, sertanejo e cachaça 51. 

As tais 12 “pessoas”, por algum milagre, viraram 30. Eu naquele momento tinha duas escolhas: me matar ou pagar a minha penitência mesmo sem saber o que fiz de errado. Por pouco não escolhi a primeira.

Dentre as dezenas de héteros cachaceiros, um se destacou pelo calor inexplicável que sentia, numa temperatura de 16°C. Além do fogo intenso, o boy tinha uma atração perigosa por todas as bebidas que tinha na casa.  Ao perceber isso automaticamente tracei a minha estratégia: esperar o calorento apagar e… Vráááá!!!

Assim que entrou em coma alcoólico, o macho foi jogado no quarto mais próximo da geladeira de bebidas. Lá dentro uma bichinha entendiada e viciada em sexo aguardava: eu.

Fiz o teste obrigatório primeiro. O boy parecia mais morto do que vivo, mas estava bem vivo para o meu propósito. Abaixei a cueca levemente e, até hoje, consigo desenhar a bela piroca que agraciou os meus olhos. Chegava a ser um desperdício que um caralho tão perfeito estivesse pendurado em um cara tão otário. Mas a genética erra. Fazer o quê?!

Por um tempo pensei em chupá-lo, passar a minha língua nos pentelhos lindamente aparados, morder devagarinho a cabecinha rosada que parecia tão indefesa.

Não fiz nada. Aos 15 anos eu já tinha uma definição bem clara do que significa a palavra estupro.

Depois de satisfazer a minha curiosidade agi como um devasso adolescente faria: tirei a cueca, consegui virá-lo de bruços e abri as pernas dele o máximo que pude.

Até hoje morro de rir quando me lembro das gargalhadas “dos brothers” quando encontraram ele, de cu aberto. 

 

 

ps: neste dia, o puto tinha bebido tanto que quase morreu mesmo. Passou a noite no hospital.

 

 

 

 

 

 

 

 

One thought on “PARTE 2 – JESÚS DE LUCCA / E OUTRAS HISTÓRIAS

  1. O cara da foto tem uma bunda muito gostosa mesmo.
    Pietro que história, que tensão, imagina se alguém te pega tirando a roupa dele? Muito corajoso vc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *