ODEIO VAGINAS: 15 MOTIVOS QUE EXPLICAM O MEU ‘NOJINHO’

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Não lembro o dia exato, ando meio esquecido. Era quarta-feira, disso eu tenho certeza.

 

Eu estava em um “Happy Hour do Terror” com alguns ex-colegas de trabalho. Infelizmente, nesses casos, juntam-se também pessoas que você nunca viu na vida. Todos sentados em torno de uma mesa, bebendo e falando besteiras, como velhos amigos.

 

E claro, sempre tem o “trouxa da galera”, que culpa a bebida pela sua personalidade de babaca.

Esse era um tal Wagner, ou Walter, sei lá. Uns 25 anos, até bonito, mas falante e meio convencido. Um tipo que abomino.

 

Enquanto eu olhava a caipirinha, pensando em uma desculpa para fugir dali, Wagner ou Walter, lançou essa:

 

“Não tem sensação melhor que penetrar uma buceta. Respeito os gays, mas não entendo como eles não curte uma bucetinha rosada”.

 

A declaração não era dirigida a mim, pois haviam mais quatro gays na mesa. Mas, a vodka deixa o meu raciocínio rápido e o meu senso defensivo em alerta.

Tirei meu celular do bolso e mostrei a ele um artigo maravilhoso que havia lido no site Buzz Feed.

 

“Lê isso aqui e talvez você entenda porque, principalmente eu, nunca vou penetrar uma “bucetinha rosada”.

 

Leiam vocês também aqui. 

 

 

A minha preferida é essa: “Depois de terminar um relacionamento na faculdade, saí com algumas amigas e acabei indo pra casa com um cara. Três dias depois, senti uma coisa estranha quando fui ao banheiro. Tirei de dentro da vagina uma camisinha ainda com sêmen. Passei três dias sem notar que tinha uma camisinha com sêmen presa na minha vagina.”

 

ps: depois descobri que o nome dele é Wagner.

4 thoughts on “ODEIO VAGINAS: 15 MOTIVOS QUE EXPLICAM O MEU ‘NOJINHO’

  1. Quando criança, eu tinha uns 8-9 anos, estava eu, minha irmã três anos mais velha e uma vizinha mais nova brincando. Esta vizinha teve a infeliz ideia de colocar a mão dentro da “vagina” (ela era uma criança), esfregar e colocar para eu e minha irmã cheirar. O resultado foi: a minha irmã reclamou do mau cheiro e, na minha vez, fui direto ao banheiro vomitar.
    Acho que isso explica o motivo de hoje eu ser gay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *