EU, NA BANHEIRA COM JUDE LAW

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

No ano 2000, Jude Law foi indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante pelo papel do playboy Dickie Greenleaf no ótimo O Talentoso Ripley. No auge da beleza, bronzeado pelo sol da Itália, Jude me enlouqueceu de tanto tesão.

 

O bromance com o personagem gay de Matt Damon atinge o auge na “cena da banheira” e é uma das mais excitantes que já assisti. Juro, é muito quente.

 

Naquela época eu era um gay em processo de aceitação. Eu tentava ser neutro quanto aos meus desejos mas as descobertas e tentações vinham de todos os lados. A masturbação, por exemplo, era sem os estímulos sexuais que hoje infestam a Internet como morcegos famintos. Eu me masturbava com filmes héteros, o Cine Privê da Band e com uma ou outra cena mais quentes dos filmes tradicionais. 

 

A cena icônica que citei no começo foi uma delas. Devo ter batido umas dez punhetas na intenção do Jude Law. Ele foi meu crush quando essa palavra nem existia por aqui.

 

Ontem assisti ao filme novamente e quase tirei o pau pra fora. Parei. Se o explícito já não me excita tanto imagine o sugerido. 

 

 

Pietro Damasceno