QUANDO O BOY SABIA O QUE ERA SER GOGO!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

 

 

Esse vídeo abaixo é antigo e a qualidade da imagem está uma bosta, mas é ele extremamente importante para diferenciar os gogo boys de 10, 15 anos atrás, com essas Barbies bombadas e rebolativas de agora.

 

Naquele tempo o gogo (ou stripper) sabia o seu lugar. Estava ali para entreter os viados pagantes. Gostando ou não!

 

Se não gostava, sabia disfarçar. Era raro ver algum “carão” ou estrelismo de falso astro. O gogo boy era um empregado como outro qualquer, igual ao caixa, igual ao garçom, igual ao chapeiro. Hoje, vemos enrustidos cheio de espinhas que parecem recém-saídos do BBB. Me enoja! Fingem que não se drogam, que não usam anabolizantes, que não transam por dinheiro ou saem com travestis. Mas, não conseguem disfarçar, porque eles são mais garotas do que as divas pauzudas que enrabam eles.

 

 

Certa vez, um leitor me pediu que escrevesse sobre o fascínio que os gogo boys causam nas bichas. Infelizmente, não posso opinar muito. Um gay na faixa dos 45 anos certamente fará uma resenha perfeita e excitante.

Eu peguei o fim dessa ERA. Ainda pude assistir às performances sedutoras do saudoso Rick Lopes e outros daquela geração. Aqueles sim, gogo boys de verdade!

 

Hoje, observo as bichas encantadas serem rechaçadas como se tivessem o vírus ebola. Os motivos? Já foram citados acima, mas posso dizer que muitos ali têm donos ciumentos ou “namorados fiscais de rola”.

Não sabem dançar e são bonecos de cera intocáveis! Somente!

Alguém ainda se fascina por isso? Com tanta putaria solta na Internet? Com dezenas de aplicativos de pegação? Tantas opções!

São Paulo e Rio de Janeiro, são bordéis ao ar livre.

 

Agora, pagar R$ 500,00 só para chupar um “gogo”, porque ele foi capa da G Magazine (R.I.P.) é ser vazio demais. Sinceramente, faça um favor ao mundo e se mate! Sobra mais água para os outros! A crise ainda está brava!

 

Sim, é sério! Esses garotos e essas casas tratam os gays desse jeito, porque sempre aceitamos o resto. Mesmo o viado endinheirado se rebaixa igual a um cocô de cachorro preso na sola de um sapato.

 

Quem vai respeitá-lo?

 

Quem vai TE respeitar?

 

 

 

Esse vídeo foi gravado na comemoração dos 14 anos da Thermas Lagoa. Foi uma festa pra quem curte uma boa pica. Dezenas de bons strippers da época, e alguns novatos, tentavam fazer uma coreografia esdrúxula, mas vestiam calças legs apertadas. Os cacetes duros como rocha.

Depois, faziam a segunda entrada, completamente nus, e escolhiam as múmias os clientes que vestiram as sungas neles. Nesse momento, era possível pegar gostoso na rola, como é feito nos melhores clubes da Europa.

 

Sinceramente, olhar o cenário hoje e lembrar daquele tempo enche meus olhos de lágrimas.  😥 

E acreditem, gogos de verdade, daquela fase, concordaram comigo!

 

DOWNLOAD AQUI

 

 

7 thoughts on “QUANDO O BOY SABIA O QUE ERA SER GOGO!

  1. E ainda falando sobre os gogoboys do passado. Sim, eles exalavam masculinidade, e sabiam como conquistar o público.Mas não nos enganemos. Alguns deles faziam filmes pornôs héteros como forma de reforçar a própria Virilidade, e participavam de festas privês, que faziam as orgias romanas parecerem “aniversário de criança”. Li certa vez algo nesse sentido no blog da transex Renata Finsk, que chegou a citar nomes: Jorginho, Pittt Garcia, etc. Beijão.

  2. Oi, Pietro. Consegui identificar os três gaúchos do vídeo: Max Frutuoso, Felipe e o Bruno. Esse sim, era realmente “grande”. Por onde andam, que fim levaram? Você poderia criar uma seção entitulada: Por onde anda…….?????

  3. Ola Pietro!
    Gostaria de saber por onde anda o Boy Patrick Leoni!
    Face , ista qualquer coisa!
    Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *